Pós Parto: Amamentação

Importância da amamentação para Bebê e Mãe, benefícios do aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de vida, como manter o aleitamento exclusivo ao término da licença maternidade.

O leite materno é um alimento completo. De fácil digestão é rico em anticorpos e protege seu bebê de várias doenças como diarreia, alergias e infecções respiratórias, contribui com o desenvolvimento cognitivo, da fala, e da respiração. Ele não traz benefícios somente para o bebê. Para a mãe ele contribui para a perda de peso após o parto, ajuda o útero a voltar o tamanho normal, diminuindo os riscos de hemorragias e anemia após o parto.

“Meu bebê vai ficar com fome, meu leite é fraco.”

NÃO EXISTE LEITE FRACO.

O leite materno é composto por duas partes. A primeira é rica em água e mata a sede do bebê, por isso não é necessário complementar a alimentação com água e chás. A segunda parte é rica em gordura, mata a fome e faz com que ele cresça e ganhe peso, isso faz com que a complementação com formulas lácteas não seja necessária. Sabendo disso é necessário que em cada mamada a mama oferecida seja totalmente esvaziada antes de oferecer a outra.

“Vou voltar a trabalhar, não vai ser possível manter a amamentação exclusiva.”

SIM É POSSÍVEL.

É preciso programar. Nos últimos 15 dias da licença maternidade comece a extrair manualmente o leite materno armazenando-o em pequenos potes de vidros incolor com tapa de plástico. Ao final da extração o identifique com a data e a hora da extração, o armazene no congelador ou no freezer, ele terá validade de 15 dias. Para oferecer ao seu bebê deixe o frasco de leite descongelar em geladeira, o aqueça em banho maria e ofereça o leite em copinho. Você pode também armazenar na geladeira por 12 horas (O Ministério da Saúde desaconselha o uso de mamadeiras).

IMPORTANTE!

  • O leite materno não pode ser fervido ou aquecido em micro-ondas, altas temperaturas destroem os fatores de proteção.

  • A validade do leite materno armazenado em geladeira é de apenas 12h.

  • As sobras do leite descongelado e aquecido devem ser descartadas.

Referências:

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Cartilha para a mãe trabalhadora que amamenta / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – Brasília : Ministério da Saúde, 2010. 23 p. : il. – (Série F. Comunicação e Educação em Saúde)